SOBRE O BARULHO.ORG

BARULHO.ORG pode ser entendido como um ajuntamento de pessoas tensionadas a promover a ocupação dos espaços públicos, bem como converter, mesmo que temporariamente, espaços privados em públicos através da arte, da música, da política, do livre exercício das idéias. Enfim, converter pensamentos em realizações e apostar na espontaneidade do encontro.

É importante frisar que o nome Barulho.org não deriva de ruído, estorvo, mas de acontecimento, algo que chama a atenção, que propõe movimento onde ele cessou de existir ou foi dominado pela rotina da falta, da ausência de potenciais encontros. O Barulho iniciou sua jornada através do contato direto com donos de estabelecimentos comerciais ou diferentes comunidades de bairro propondo a montagem de um sistema sonoro, uma tela de projeções e a articulação com diferentes artistas gráficos, performers entre outros no sentido de criar um acontecimento sempre na rua, aberto a qualquer tipo de público e principalmente gratuito.Trabalhar com uma idéia de ocupação, de acontecimento que não esteja centrado em um lugar só, mas o acontecimento de algumas ações interconectadas no território físico e aquele virtualizado pelas redes digitais. Experimentar através das tecnologias do conhecimento uma experiência em rede, a prática de uma ação política e cultural fundada em valores de compartilhamento e troca livre, onde a linha que liga as pessoas não é transpassada por valores de uso e de troca (monetarizados), práticas de consumo cultural ou estratificação social e segregação cultural. O Barulho.org, propõe uma interação viva, onde a máquina é mera extensão dos nossos corpos, potencializando nossa capacidade de relacionar-se com o mundo, aprendendo mais e ampliando nossa presença e poder de modificação. A ação coordenada em rede é um instrumento de ação espacial na cidade principalmente pela sua densidade técnica, mas aplica-se a qualquer forma de ocupação espacial que busque interação e troca.

Queremos comunicar e intercomunicar as mais diversas formas de expressão. Apropriar-se das tecnologias disponíveis e interferir no consenso do possível, do aceitável, do cotidiano controlado e sob controle. Transformar-se, influenciar e ser influenciado, provocar transformação como crescimento. “O fazer e o criar”, em suas mais variadas formas, é nossa filosofia. Propor bons encontros, intercâmbio e vida em movimento. Nosso objetivo é exatamente esse, promover encontros de produções de qualidade, que muitas vezes não tem espaço de visibilidade ou possibilidade técnica para sua execução. Desejamos prover e criar os meios necessários para aparecerem essas produções de espírito livre, inovadoras. Ajuntar pessoas e alterar as experiências cotidianas. Ação cultural e social, integração e arte.

As produções resultam de pesquisas musicais, visuais e tecnológicas integradas; colocadas à disposição a cada encontro. Composição de músicos, videomakers, programadores, artistas gréficos, instrumentos e aparelhagem para transmissão sonora e visual. A base sonora é a fusão do eletrônico, jazz, dub, jungle, samba, world music, eletroacústica entre outras linguagens do atual sem necessariamente nos aprisionarmos nestas expressões sonoras.

Gostamos e promovemos a fusão de todas as linguagens e diversidades sonoras. Tudo isso formando um sistema sonoro que quer falar, gerar movimento e agregar pessoas. As projeções são feitas com vários materiais têxteis, capturas próprias e compilação de imagens coletadas em diversas fontes e posteriormente trabalhadas segundo a visão de cada artista. As imagens entram como ambientação e integração do som ao visual, refletindo os diferentes significados da proposta de ocupação do espaço e ao mesmo tempo servindo como elemento de fruição e arte para o olhar.

Concomitantemente ao processo audiovisual invenções com grafite, stencil e lambe-lambe podem ser feitas caso exista um equipamento e material disponível para a realização da arte. Toda montagem da intervenção sonora pode ser realizada na forma de um workshop permitindo aos interessados aprenderem como é possível fazer uma instalação audiovisual replicando assim a proposta de ocupação do espaço público com o intuito de gerar bons encontros através da música, da imagem em movimento e da performance artística.

2 Comments

  1. Reply
    Casa no Meio do Mundo September 3, 2014

    Boa tarde , somos da Casa no Meio do Mundo um coletivo atuante na região norte de São Paulo e faremos uma intervenção no evento SP na Rua , gostaríamos de convidá-los para uma conversa a respeito do nosso movimento.
    Aguardamos retorno
    Ingrid Felix 96343-6167
    Jesus dos Santos 97964-3122

    Desde já agradeço

  2. Reply
    Cinnamon Comunicação November 24, 2014

    Oi, tudo bem?

    Queria te falar de um projeto incrível! Trata-se da primeira edição do CCBB música.performance que acontece neste sábado! Segue aqui link para o vídeo release e fotos dos artistas que participarão: https://www.dropbox.com/sh/b9niny2cp1b201p/AACSHzraKbGH7BF-Q9QOvvVOa?dl=0

    O evento é um festival inédito gratuito que reunirá novos talentos da cena performática e musical brasileira, além de instalações e projeções interativas em torno do tema “Transformação” inspirado pelos votos de mudança no consciente coletivo. A festa traz o que há de mais contemporâneo na cena cultural nacional e será das 16h00 às 22h00, com entrada franca, no CCBB SP e arredores.

    Conseguimos uma nota do evento? Ou então, temos vários artistas incríveis no projeto e, caso queira falar com algum deles, posso articular aqui 😉 Segue alguns dos nomes confirmados:

    Rodolpho Parigi: renomado artista plástico que também fez a arte do cartaz;
    Mavi Veloso: acabou de da Bienal com performance;
    Johnny Hooker: vencedor de vários prêmios, já dividiu o palco com nomes como Lenine e Caetano Veloso. Compôs a música “Volta” para ser o tema do filme brasileiro mais premiado de 2013, “Tatuagem”. Fez também música para a trilha da novela “Geração Brasil”, da qual também atua ;
    Thomas Haferlach: fundador da Voodoohop, festa à céu aberto pioneira em SP;
    Marcelo D’Avilla: curador do projeto. Foi bailarino da cantora Shakira, se aprofundou na pesquisa da performance como linguagem, co-fundou o coletivo The Burlesque Takeover, diretor do Festival PopPorn.

    Veja abaixo serviço com todas as atrações e anexo release completo.

    Serviço
    CCBB música.performance
    Data e horário: 29 de novembro de 2014, das 16h00 às 22h00
    Local: CCBB São Paulo (Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Álvares Penteado, 112. Centro. Próximo às estações Sé e São Bento do Metrô)
    Entrada: gratuita
    Classificação: 12 anos
    Line-up
    16h00 – 18h00: Ad Ferrera e Jjoão Paes (festa Mel)
    18h00 – 20h00: Rodrigo Bento (festa Pilantragi)
    20h00 – 22h00: Thomas Haferlach (festa Voodoohop)
    Performers: Fancy Violence, Yuri Tripodi, Priscilla Toscano, Pilantröpóv Pausãnias, Mavi Veloso e Dora Smék

    Aguardo retorno.

    Obrigada e bjs,

    Marina Capretti
    Cinnamon Comunicação
    (11) 3062.2015 – Ramal 26
    http://www.cinnamon.com.br
    Facebook: Cinnamon Comunicação
    Twitter: @Cinnamoncom

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *